Portugal: O que fazer em Coimbra – Roteiro de 1 ou 2 dias

Portugal: O que fazer em Coimbra - Roteiro de 1 ou 2 dias
Foto: divulgação
 

Roteiro completo para conhecer a tradicional cidade de Coimbra, a segunda capital de Portugal, repleta de cultura, história e beleza.

A CIDADE DE COIMBRA

Cortada pelo Rio Mondego, Coimbra é uma cidade portuguesa de pouco mais de 140 mil habitantes, localizada a 120 km do Porto e a 200 km de Lisboa. Entre 1129 e 1255, Coimbra foi a segunda capital de Portugal (depois de Guimarães e antes de Lisboa).

Portugal: O que fazer em Coimbra - Roteiro de 1 ou 2 dias
Vista panorâmica da cidade, dividida pelo Rio Mondego, a partir da Universidade de Coimbra

Ela famosa por ser uma cidade universitária devido à presença da Universidade de Coimbra, uma das mais antigas e prestigiadas do mundo e, por isso, costuma ser chamada de “Cidade do Conhecimento” ou “Cidade dos estudantes”. Na cidade está localizado o primeiro Panteão Nacional, o Mosteiro de Santa Cruz, onde estão enterrados os dois primeiros reis de Portugal.

Portugal: O que fazer em Coimbra - Roteiro de 1 ou 2 dias
Vista de Coimbra ao pôr do sol a partir do rooftop do Hotel Oslo Coimbra
Portugal: O que fazer em Coimbra - Roteiro de 1 ou 2 dias
A mesma vista durante o anoitecer, com destaque para a universidade e sua torre iluminada

UM POUCO DE HISTÓRIA…

Fundada em 1111, Coimbra é uma típica cidade medieval com ruelas estreitas (muitas somente para pedestres), escadarias e arcos medievais. Mas, os assentamentos na área são bem mais antigos e no período romano, a cidade era conhecida como Conímbriga. Em 711, os mouros chegaram à Península Ibérica e a cidade passou a ser chamada de Kulūmriyya, tendo uma grande importância comercial entre o norte cristão e o sul árabe.

Portugal: O que fazer em Coimbra - Roteiro de 1 ou 2 dias
Vista da alta da cidade a partir da Ponte de Santa Clara

Ela só foi definitivamente reconquistada em 1064. D. Afonso Henriques, primeiro rei de Portugal, passa a capital de Guimarães para Coimbra em 1129. No século XII, Coimbra apresentava já uma estrutura urbana, dividida entre a cidade alta, designada por Alta ou Almedina, onde viviam os aristocratas, os clérigos e, mais tarde, os estudantes, e a Baixa, do comércio, do artesanato e dos bairros ribeirinhos populares.

Portugal: O que fazer em Coimbra - Roteiro de 1 ou 2 dias
Ruela no centro de Coimbra

UNIVERSIDADE DE COIMBRA

Fundada em 1290, a Universidade de Coimbra é uma das universidades mais antigas do mundo. Ela é composta por 8 faculdades, 18 museus, um jardim botânico e um estádio universitário, conta com mais de 25 mil alunos. Ela oferece diplomas em arquitetura, educação, engenharia, humanidades, direito, matemática, medicina, ciências naturais, psicologia, ciências sociais e esportes. Uma curiosidade é que a universidade foi inicialmente instalada na zona do atual Largo do Carmo, em Lisboa. Durante séculos, a sede foi mudando de Coimbra para Lisboa diversas vezes até que, em 1537, foi transferida definitivamente para Coimbra, por ordem de D. João III.

Portugal: Guia completo para visitar a Universidade de Coimbra
Praça Dom Dinis com uma estátua do fundador da universidade

Desde 2013, a Universidade de Coimbra – Alta e Sofia, foram declaradas Patrimônio Mundial pela UNESCO, abrangendo não só a Universidade de Coimbra como também 4 freguesias do Centro Histórico da cidade (São Bartolomeu, Sé Nova, Sé Velha e Santa Cruz).

Portugal: Guia completo para visitar a Universidade de Coimbra
O complexo da Universidade de Coimbra | Foto: divulgação
FADO DE COIMBRA

Fado é tradicional um estilo musical português que, geralmente, é cantado por uma única pessoa, chamada de fadista, que é acompanhada por músicos que tocam uma guitarra clássica e uma guitarra portuguesa. O Fado de Coimbra é um gênero do Fado originado na cidade que foi adotado pelos estudantes da Universidade de Coimbra e é considerada a música típica da cidade. Diferentemente do fado tradicional que admite fadistas homens ou mulheres, o Fado de Coimbra é cantado exclusivamente por homens e utiliza-se a Guitarra de Coimbra, uma espécie de guitarra portuguesa originária de Coimbra que é uma versão modificada da guitarra de fado lisboeta. Duas das casas mais tradicionais casas de fado na cidade são: À Capella – Casa de Fados (Endereço: R. do Corpo de Deus, 3000-121 Coimbra, Portugal) e Fado ao Centro (R. Quebra Costas 7, 3000-340 Coimbra, Portugal).

Portugal: O que fazer em Coimbra - Roteiro de 1 ou 2 dias
Rua Visconde da Luz no encontro com a Rua do Corpo de Deus, em frente às Escadas de São Tiago

DOCES TÍPICOS DE COIMBRA

Assim como Aveiro tem seus doces tradicionais, Coimbra também é uma cidade famosa pelos seus saborosos doces, repletos de sabor e de história. Entre os doces mais conhecidos de Coimbra, podemos citar:

Portugal: O que fazer em Coimbra - Roteiro de 1 ou 2 dias
Crúzios | Foto: cm-coimbra.pt

1CRÚZIOS

É um doce cuja receita originária teve origem no Mosteiro de Santa Cruz e é feito exclusivamente no Café Santa Cruz, que fica ao lado do mosteiro. O doce é feito com farinha e manteiga e é recheado de creme de ovo e coberto por amêndoa em lascas com açúcar.

Portugal: O que fazer em Coimbra - Roteiro de 1 ou 2 dias
Pastéis de Santa Clara | Foto: cm-coimbra.pt

2PASTÉIS DE SANTA CLARA

Também com origem no Mosteiro de Santa Clara, esses doces com recheio de ovos, amêndoas e chila são feitos em meia lua e polvilhados com açúcar.

Portugal: O que fazer em Coimbra - Roteiro de 1 ou 2 dias
Arrufadas | Foto: cm-coimbra.pt

3ARRUFADAS

Têm origem no Convento de Sant’Ana e consistem em um pão doce, duplamente fermentado, em formato redondo e com desenhos no topo.

Portugal: O que fazer em Coimbra - Roteiro de 1 ou 2 dias
Manjar Branco | Foto: cm-coimbra.pt

4MANJAR BRANCO

Provavelmente originário do Mosteiro de Celas, é um dos mais antigos de Coimbra e também conhecido como “maminha de freira”. É feito com peito de frango, farinha de arroz, chá de flor de laranjeira e, tradicionalmente servido um pratinhos de barro vermelho.

Portugal: O que fazer em Coimbra - Roteiro de 1 ou 2 dias
Pastéis de Tentúgal | Foto: pingodoce.pt

5OUTROS DOCES NA REGIÃO DE COIMBRA

  • PASTÉIS DE TENTÚGAL: São criações do Convento de Nossa Senhora do Carmo de Tentúgal e consistem em doces feitos com massa filo e recheio de ovos.
  • QUEIJADAS DE TENTÚGAL: Doces feitos com leite, queijo fresco e gemas e assados em pequenas formas de estrelas.
  • PÁSTEIS DE LORVÃO: Originários do Mosteiro do Lorvão, tratam-se de bolinhos feitos à base de amêndoas moídas e gemas de ovo, sendo polvilhados de açúcar.
  • NEVADAS: Com origem no Mosteiro do Lorvão, também são chamadas de Nevadas de Penacova, são um pão de ló recheado com creme de gemas e coberto de merengue.

QUANDO VISITAR COIMBRA

Por sua localização geográfica no centro-norte de Portugal, Coimbra tem temperaturas um pouco mais baixas do que Lisboa, mas é uma excelente opção em qualquer época. Ao longo do ano, as temperaturas não costumam ficar abaixo de 6ºC e não ultrapassam os 30ºC. No entanto, o clima costuma ser mais agradável e com menos chuvas entre abril e setembro. Os meses menos chuvosos são julho e agosto e os mais quentes de novembro a fevereiro.

Portugal: O que fazer em Coimbra - Roteiro de 1 ou 2 dias
Tomando vinho rosé admirando o pôr do sol em Coimbra

Além de considerar a temperatura, veja também se na época que está planejando visitar a cidade vai ocorrer algum evento ou data importante. Veja alguns dos principais abaixo:

  • QUEIMA DAS FITAS (maio): Uma celebração acadêmica tradicional de encerramento do ano letivo que começa na primeira sexta-feira de maio e tem duração de 8 dias. Inclui um cortejo dos estudantes com os trajes tradicionais (capa preta), eventos de música ao vivo, festas, entre outros.
  • FEIRA MEDIEVAL (junho): A cidade se veste a rigor para celebrar a época medieval, através de sua feira que é uma das mais tradicionais do país.
  • FESTAS DA CIDADE (4 de julho): Nos anos pares, diversas festas acontecem em Coimbra com intuito de homenagear a Rainha Santa Isabel, padroeira da cidade.
  • LATADA (outubro/novembro): Pelo fato de ser muito famosa por sua universidade, muitos dos eventos de Coimbra estão relacionados à vida acadêmica. A Latada é o evento que celebra o início do ano letivo.

COMO CHEGAR E SE LOCOMOVER EM COIMBRA

O centro histórico da cidade é relativamente pequeno e super gostoso de caminhar. Grande parte das ruas tem acesso exclusivamente pedonal. Nós deixamos para usar carro somente no dia em que visitamos os Jardins da Quinta das Lágrimas, que fica do outro lado do Rio Mondego. Confira abaixo quais são as principais opções para chegar à cidade de Coimbra.

  • CARRO: Uma boa pedida é fazer uma viagem com um carro alugado até Aveiro, assim você vai poder ficar nos locais o tempo que desejar.
  • TREM: Outra opção é pegar o trem (“comboio” em Portugal) cujo percurso leva menos de 2 horas a partir de Lisboa e pouco mais de 1 hora a partir do Porto. Grande parte dos trens acabam desembarcando os passageiros na estação Coimbra-B que fica um pouco mais distante do centro. Geralmente, do outro lado há um trem aguardando para levar os passageiros à estação Coimbra, bem no centro da cidade, que fica a 4 minutos de distância de Coimbra-B. Saiba mais no site oficial dos Comboios de Portugal.
  • ÔNIBUS: Existem algumas opções de ônibus através da Rede Express, CitiExpress e FlixBus. O trajeto dura cerca de 2h30min a partir de Lisboa e custa em torno de €12 e €15. A partir do Porto, a viagem é mais curto e dura até 1h30 minutos, custando a partir de €8.
  • EXCURSÕES: Uma das formas mais populares de chegar à cidade é participando de uma excursão a partir da cidade do Porto ou Lisboa. Trata-se de uma excelente opção para quem quer aproveitar para conhecer vários locais em um só dia sem precisar se preocupar com transporte público ou alugar um automóvel. Confira algumas opções abaixo e clique para mais informações.

O QUE FAZER EM COIMBRA

Para facilitar a organização de sua visita a Coimbra, todas as atrações foram colocadas no mapa interativo abaixo. As atrações do dia 1 estão em azul, atrações do dia 2 em roxo, restaurantes em vermelho e, em preto, hospedagem em cinza e vários outros pontos de interesse em preto.

DIA 1: CENTRO DE COIMBRA

O primeiro dia em Coimbra é recheado de atrações. Comece cedo pelo Paço das Escolas na Universidade de Coimbra que é a principal atração da cidade antes de seguir para as demais.

1. PRAÇA 8 DE MAIO E MOSTEIRO DE SANTA CRUZ

A Praça 8 de Maio é uma das principais de Coimbra. Com vários edifícios dos séculos XVI e XVII, nela que está localizada a Câmara Municipal (Paços do Concelho) e a Igreja de Santa Cruz. Seu nome é uma referência ao dia 8 de maio de 1834, quando tropas liberais do Duque da Terceira tomaram a cidade do controle monárquico.

Portugal: O que fazer em Coimbra - Roteiro de 1 ou 2 dias
Câmara Municipal de Coimbra

Mas, a praça já existia muito antes disso. Ela foi inaugurada juntamente com a Igreja de Santa Cruz no século X e se chamava Praça de Sansão. Por muitos anos, a praça foi a mais importante da cidade, pois era o local onde as mercadorias eram vendidas para a cidade durante a época medieval. A praça fica entre duas ruas principais de Coimbra, a Rua da Sofia e Rua Visconde da Luz, repletas de lojas de souvenirs, padarias e restaurantes. A Rua Visconde da Luz exclusiva para pedestres e é um local muito agradável para passear.

Leia mais: Coimbra: Mosteiro de Santa Cruz e o 1º rei de Portugal
Coimbra: Mosteiro de Santa Cruz e o 1º rei de Portugal
Entrada do Mosteiro de Santa Cruz, entre a Câmara Municipal, à esquerda, e o Café Santa Cruz, à direita | Foto: Shutterstock

>> IGREJA & MOSTEIRO DE SANTA CRUZ

Esta é uma das igrejas mais antigas de Coimbra onde também havia um mosteiro de mesmo nome, cuja construção remonta a 1131. Ela é considerada um dos Panteões Nacionais por abrigar os túmulos dos dois primeiros Reis de Portugal, D. Afonso Henriques e D. Sancho I, na capela-mor. A partir de 1507, uma ampla reforma começou a ser feita, remodelando tanto o mosteiro quando a igreja, que ganhou duas torres laterais com pináculos. Durante os anos de 1530 e 1577, uma oficina de tipografia funcionou no claustro da igreja. Alguns destaques desta igreja de nave única são a sacristia em estilo maneirista, construída entre 1622 e 1624; a sala do capítulo, em estilo manuelino, construída entre 1507 e 1513; o “Claustro do Silêncio”, em decoração manuelina, construído entre 1517 e 1522. (Endereço: Praça 8 de Maio, 3001-300 Coimbra, Portugal | Horários: de segunda a sexta de 9h às 17h, sábado de 9h às 12h e de 14h às 17h; domingo de 16h às 17h30 | Entrada: gratuita)

Coimbra: Mosteiro de Santa Cruz e o 1º rei de Portugal
Túmulo de D. Afonso Henriques, primeiro rei de Portugal, na Igreja de Santa Cruz

>> CAFÉ SANTA CRUZ

Instalado no complexo da igreja, o Café Santa Cruz é um dos lugares mais tradicionais para se comer em Coimbra. Este espaço da igreja paroquial foi convertido em 1923 e os antigos confessionários se tornaram banheiros. Anteriormente, o espaço havia servido como armazém de ferragens, escritório policial, casa funerária, estação de bombeiros, entre outros. Diversos intelectuais que passavam pela cidade faziam reuniões e até hoje são feitos encontros e eventos artísticos. O Café Santa Cruz é famoso pelos seus crúzios, doces típicos de Coimbra com histórico monástico. (Endereço: Praça 8 de Maio, 3000-300 Coimbra, Portugal | Horários: de segunda a sábado de 8h à meia-noite, domingo de 8h às 20h)

Coimbra: Mosteiro de Santa Cruz e o 1º rei de Portugal
A área interna do Cafe Santa Cruz ainda preserva características da antiga igreja

2. PRAÇA DO COMÉRCIO, IGREJAS E CASA MEDIEVAL

A Praça do Comércio é a maior praça pública de Coimbra e abriga uma série de edifícios comerciais e residências construídos no século XVIII. No passado, abrigava um grande mercado e era o local onde os habitantes da cidade faziam a maior parte de suas compras. Atualmente, é um excelente local para relaxar e tomar um café. A praça pode ser acessada pela Rua Ferreira Borges, a principal rua de pedestres de Coimbra.

Portugal: O que fazer em Coimbra - Roteiro de 1 ou 2 dias
Praça do Comércio

Na praça se encontram:

>> IGREJA DE SÃO TIAGO

Erguida no século XII e XIII em estilo românico, geralmente está fechada. Ela tem uma planta que conta com três naves e três capelas. No século XV, foi adicionada uma outra capela de planta quadrangular e portal em estilo gótico. Durante o século XVI, foi construída uma segunda igreja sobre a igreja primitiva. Em 1861, por conta da ampliação da Rua Visconde da Luz, uma parte da igreja foi destruída.

Portugal: O que fazer em Coimbra - Roteiro de 1 ou 2 dias
Igreja de São Tiago

>> IGREJA DE SÃO BARTOLOMEU

Construída no século X, remodelada em estilo românico no século XII e renovada em estilo barroco ao longo do século XVIII, com um portal e duas torres sineiras. O interior é formado por uma nave e uma capela-mor com um retábulo de talha dourada e mármore, semelhante ao principal retábulo do Mosteiro de Santa Cruz. Em frente à igreja, encontra-se a reprodução do século XX de um pelourinho do século XV. As colunas de pedra seguem uma tradição desde a época romana, e eram frequentemente usadas para acorrentar criminosos como punição.

Portugal: O que fazer em Coimbra - Roteiro de 1 ou 2 dias
Igreja de São Bartolomeu

>> CASA MEDIEVAL

Do lado da igreja de São Bartolomeu, ficam raros exemplares de casas medievais típicas de bairros comerciais nos séculos XV e XVI, conhecidos como sobrados (comércio embaixo e habitação no piso superior), com paredes de enxaimel e janelas com ombreiras de madeira pintada. (Endereço: números 4 e 6 da confluência das ruas Sargento-Mor, dos Gatos e Adro de Cima). Siga um pouco mais em frente para chegar ao Largo da Portagem, outro lugar muito bonito em Coimbra.

3. PORTA DE BARBACÃ

Trata-se da principal porta de entrada da antiga muralha de Coimbra durante o período sob domínio muçulmano. Ela foi construída na zona mais vulnerável da cidade (entre as Portas de Almedina e de Belcouce), onde foi criado um segundo cinturão de muralhas. A Porta de Barbacã é a estrutura mais bem preservada que ainda sobrevive da antiga muralha e desenha um arco quebrado típico das fortalezas da época manuelina. Acima do arco fica uma escultura de Nossa Senhora, o brasão nacional português e um símbolo que representa a fundação da cidade. (Endereço: Rua Ferreira Borges, 3000,Coimbra)

Portugal: O que fazer em Coimbra - Roteiro de 1 ou 2 dias
Porta de Barbacã

4. MUSEU MUNICIPAL: EDIFÍCIO CHIADO, TORRE DE ALMEDINA & TORRE DE ANTO

O Museu Municipal de Coimbra é divido em 3 unidades: Edifício Chiado, Torre de Almedina e Torre de Anto.

>> EDIFÍCIO CHIADO

O Edifício Chiado conta com uma coleção de pintura portuguesa dos séculos XIX e XX, itens de cerâmica, escultura, prataria e mobiliário. Ele fica localizado ao lado da Torre de Almedina. (Endereço: Rua Ferreira Borges – Edifício Chiado 3000, Coimbra | Horários: de terça a sexta de 10h às 18h; sábado de 10h às 13h e de 14h às 18h | Entrada: gratuita para algumas exposições)

>> TORRE E ARCO DE ALMEDINA

Era uma porta para entrada da cidade murada de Coimbra. Não se sabe ao certo quando foi construída, mas acredita-se que pode ter sido no início do século XI, sendo reformada diversas vezes. Seu design atual é resultante de uma reforma realizada no século XVI. Internamente encontra-se decorada com um friso com os baixo-relevos da Virgem com o Menino, ladeada por duas pedras de armas. Provavelmente, era uma das melhores torres da muralha, devido à sua localização estratégica de acesso à cidade.

Portugal: O que fazer em Coimbra - Roteiro de 1 ou 2 dias
Porta de Almedina

Ali funciona um museu, o Núcleo da Cidade Muralhada, um centro interpretativo com exposições temporárias cujo objetivo é relembrar a existência da muralha mostrando a sua importância para a organização da cidade de Coimbra (Horários: de terça-feira a sábado de outubro a março de 10h às 13h e de 14h às 18h | de abril a setembro de 11h às 13h e de 14h às 19h | fechado aos domingos, segundas-feiras e feriados).

Portugal: O que fazer em Coimbra - Roteiro de 1 ou 2 dias
Entrada para o Núcleo da Cidade Muralhada

>> TORRE DE ANTO

A Torre de Anto é uma antiga torre medieval que tinha função defensiva e era integrada à muralha de Coimbra. Durante a época manuelina foi adaptada para ser uma residência onde formou o poeta Antonio Nobre no final do século XIX. Ele é que dá nome à torre como é conhecida nos dias de hoje. Em planta quadrangular e quatro andares ligados por uma escada em caracol, atualmente, abriga o Núcleo da Guitarra e do Fado de Coimbra, que tem o objetivo de expor a rica história do fado português divulgando seus cantores, instrumentistas, compositores e violeiros. Este espaço possui um miniauditório, para pequenos concertos, e vários quiosques multimídia. (Endereço: R. Sobre Ribas 35, 3000-180 Coimbra, Portugal)

Portugal: O que fazer em Coimbra - Roteiro de 1 ou 2 dias
Núcleo da Guitarra e do Fado de Coimbra instalado na Torre do Anto | Foto: divulgação

5. ESCADAS DO QUEBRA COSTAS

Esta escada existe desde os primórdios da cidade de Coimbra. Foi construída no século VIII para ir do centro da cidade à parte alta e ao antigo castelo. Durante a Idade Média, as cidades costumavam ser construídas em locais de difícil acesso, como falésias ou junto a rios de difícil travessia. Coimbra foi construída no topo de uma montanha. Quebra Costas liga o Arco e a Torre de Almedina, que era a entrada da cidade amuralhada, ao largo da Sé Velha, a meio caminho do topo. É uma escada muito longa e estreita e, logo no início, você verá a Tricana de Coimbra, uma estátua de uma mulher típica da cidade de vestido e lenço na cabeça e com um jarro utilizado para buscar água no Rio Mondego. Além dos degraus, ao longo de Quebra Costas você vai encontrar muitas lojas de souvenir, casas de fado e restaurantes típicos.

Portugal: O que fazer em Coimbra - Roteiro de 1 ou 2 dias
Escada do Quebra Costas com a Tricana de Coimbra à direita
Portugal: O que fazer em Coimbra - Roteiro de 1 ou 2 dias
Subindo a Escada do Quebra Costas

6. SÉ VELHA DE COIMBRA

A Sé Velha de Coimbra (ou Igreja de Santa Maria) é um dos edifícios mais importantes de Portugal, por ser a única catedral românica portuguesa da época da Reconquista, que sobrevive intacta até os dias atuais. Sua construção teve início em 1164, depois que Afonso Henriques se declarou rei de Portugal e escolheu Coimbra como capital de seu reino. Em 1185, aqui foi coroado o segundo rei de Portugal, D. Sancho I.

Portugal: O que fazer em Coimbra - Roteiro de 1 ou 2 dias
Sé Velha de Coimbra vista do mirante da Universidade de Coimbra

O edifício é composto por três naves e o claustro, em estilo gótico, começou a ser erguido em 1218. Algumas reformas foram realizadas no século XVI, introduzindo portais renascentistas como a Porta Especiosa, de inspiração italiana, e decorando as naves com azulejos. Outros destaques são a Capela do Santíssimo Sacramento e a Capela de São Pedro, além do grande de cerca de 380 capitéis esculpidos (decoração do alto das colunas). Na capela-mor há um belo retábulo de talha dourada em estilo gótico. Em 1772, após a expulsão dos Jesuítas pelo Marquês de Pombal, a sede episcopal foi transferida para a antiga Igreja Jesuíta, conhecida hoje como Sé Nova de Coimbra.

  • Endereço: Largo da Sé Velha, 3000-383 Coimbra, Portugal
  • Horários: de segunda a sexta de 10h às 17h30 | sábado de 10h às 18h | domingo de 11h às 17h
  • Entrada: 2€ (contribuição)
Portugal: O que fazer em Coimbra - Roteiro de 1 ou 2 dias
Fachada da Sé Velha

7. PAÇO DAS ESCOLAS DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA

O Paço das Escolas é um conjunto arquitetônico que abriga o núcleo histórico da Universidade de Coimbra. Ele foi construído ao longo de vários séculos e foi um Paço Real entre os século XII e XVI. Chamado no passado de Paço Real da Alcaçova e Alcaçova de Coimbra, tem uma importância cultural enorme, sendo considerado Patrimônio Mundial da UNESCO desde 2013. No centro, fica uma estátua de D. João III, responsável pela instalação definitiva da Universidade de Coimbra, em 1537.

Leia mais: Portugal: Guia completo para visitar a Universidade de Coimbra
Portugal: Guia completo para visitar a Universidade de Coimbra
Paço das Escolas da Universidade de Coimbra | Foto: visituc.uc.pt

Entre os destaques do Paço da Escola estão:

  • PORTA FÉRREA: Construída no século XVI, marca a entrada para o Paço das Escolas e apresenta as figuras de D. Dinis (origem da fundação) e D. João III (que instalou a porta em Coimbra). Acima deles, fica a figura da Sapiência.
  • TORRE DA UNIVERSIDADE: Construída entre 1728 e 1733, o relógio da torre tinha papel fundamental na vida universitária. A torre foi reformada para permitir que os visitantes subam no topo (34 metros de altura) para admirar vistas panorâmicas da cidade. É preciso comprar um ingresso específico para visitar, mas a torre está fechada temporariamente.
Portugal: Guia completo para visitar a Universidade de Coimbra
No Pátio das Escolas com a Torre ao fundo
  • VIA LATINA: Trata-se de uma varanda localizada na fachada principal do antigo Paço Real, formada por elegante colunata neoclássica. Foi construída no reinado de D. João V e a sua configuração atual remonta a 1773.
  • SALA DAS ARMAS (SALA DOS ARCHEIROS): Esta sala é utilizada para cerimônias acadêmicas solenes como doutoramentos e Honoris causa, posse do reitor, abertura de aulas, entre outras.
  • SALA GRANDE DOS ATOS (SALA DOS CAPELOS): Sala onde acontecem as mais importantes cerimônias da vida acadêmica, como defesas de tese de doutorado. No passado, essa sala foi usada como Sala do Trono, e foi onde D. João, Mestre de Avis, foi aclamado rei.
Portugal: Guia completo para visitar a Universidade de Coimbra
Sala dos Grandes Atos
  • SALA DO EXAME PRIVADO : A Sala do Exame privado era parte do antigo Palácio Real e era o local onde o rei dormia. Ela é utilizada para a solene abertura de abertura das aulas.
  • BIBLIOTECA JOANINA: Com 3 pisos, esta é uma das mais belas bibliotecas da Europa, construída entre 1717 e 1728. A biblioteca tem esse nome em homenagem a D. João V, patrocinador de sua construção.
  • CAPELA DE SÃO MIGUEL: A capela data do século XVI em estilo manuelino, com janelões na nave central. Entre seus destaques estão o retábulo, considerado uma obra-prima do maneirismo português; o órgão em estilo barroco; azulejos da nave e capela-mor.
Portugal: Guia completo para visitar a Universidade de Coimbra
A bela Capela de São Miguel

8. MUSEU NACIONAL MACHADO DE CASTRO

Inaugurado em 1913, o Museu Nacional Machado de Castro leva o nome de um importante escultor nascido na cidade e é o museu mais importante de Coimbra Ele está classificado pela UNESCO como Patrimônio Mundial da Universidade de Coimbra, Alta e Sofia.

Portugal: O que fazer em Coimbra - Roteiro de 1 ou 2 dias
Entrada do Museu Nacional Machado de Castro

O museu está instalado em um espaço que foi centro administrativo, político e religioso na época romana, foi templo cristão, pelo menos desde o século XI e Paço Episcopal de Coimbra (onde funcionava a antiga Igreja São João de Almedina) a partir da segunda metade do século XII. Com milhares de peças, acervo do museu inclui itens de arqueologia, esculturas, pinturas e artes decorativas (ourivesaria, joalharia, desenho, cerâmica, têxteis e mobiliário). No piso inferior do museu existe o criptopórtico romano com uma rede de galerias.

  • Endereço: 3000-236 Coimbra, Portugal
  • Horários: de terça a domingo de 10h às 18h | fechado às segundas-feiras
  • Entrada: 6€ adultos | 3€ maiores de 65 anos | gratuito menores de 12 anos
Portugal: O que fazer em Coimbra - Roteiro de 1 ou 2 dias
Uma das salas da exposição
Portugal: O que fazer em Coimbra - Roteiro de 1 ou 2 dias
Incrível criptopórtico romano

9. SÉ NOVA DE COIMBRA

Tudo começou em 1598, quando perto da Universidade de Coimbra começou a ser construído o Colégio das Onze Mil Virgens pela Companhia de Jesus. A igreja do Colégio foi inaugurada em 1698 e os jesuítas ficaram no local até 1759, quando a companhia foi extinta pelo Marques de Pombal e a sede episcopal foi transferida da Igreja de Santa Maria (Sé Velha) para esta igreja jesuíta, posteriormente chamada de Sé Nova. Com uma fachada sóbria, seu interior tem apenas uma nave e ela é decorada por belíssimos retábulos de talha dourada dos séculos XVII e XVIII. As capelas laterais contam com retábulos em estilo barroco e maneirista. O cadeiral da capela-mor e a pia batismal foram trazidos da Sé Velha.

  • Endereço: Largo Feira dos Estudantes, 3000-214 Coimbra, Portugal
  • Horários: de terça a sábado de 8h30 às 12h e de 14h às 18h30 | domingo de 9h às 12h30 e de 17h às 19h | fechada às segundas-feiras e feriados
  • Entrada: 1€ (contribuição)
Portugal: O que fazer em Coimbra - Roteiro de 1 ou 2 dias
Sé Nova de Coimbra

10. ESCADAS MONUMENTAIS

As Escadas Monumentais de Coimbra consistem em uma escadaria austera construída em meados do século XX que fica localizada ao lado da Universidade de Coimbra e liga a Praça D. Dinis ao encontro das ruas Oliveira Matos, Venâncio Rodrigues e Castro Matoso, sentido Praça da República. As Escadas Monumentais levam até a parte alta da cidade e são formadas por 125 degraus (5 lances de 25 degraus cada) e foram construídas no lugar de uma outra escadaria conhecida como “Escadas do Liceu”. Este é um dos principais locais onde os estudantes da universidade gostam de dar trote nos calouros.

  • Endereço: 3000 104, R. Castro Matoso PN, 3000-104 Coimbra, Portugal
Portugal: O que fazer em Coimbra - Roteiro de 1 ou 2 dias
Escadas Monumentais | Foto: coimbra.pt

11. PRAÇA DA REPÚBLICA & JARDIM DA SEREIA

A Praça da República fica cercada por Cafés e bares e se tornou um dos principais pontos de encontro dos estudantes na cidade. O Café Cartola é um dos mais frequentados pelos jovens acadêmicos. Na praça, os alunos se reúnem para cantar, tocar violão e jogar conversa fora. É também na praça que são feitas as recepções de calouros da Universidade de Coimbra. Nos arredores ficam o Teatro Acadêmico de Gil Vicente e a Associação Acadêmica. A praça fica em frente ao Jardim da Sereia, construído em 1723, um parque arborizado repleto de estátuas ornamentadas, com uma grande fonte, além de uma Casa de Chá.

Portugal: O que fazer em Coimbra - Roteiro de 1 ou 2 dias
Praça da República

12. JARDIM BOTÂNICO DE COIMBRA

Fundado em 1772, o Jardim Botânico da Universidade de Coimbra foi criado por iniciativa do Marquês de Pombal e se estende por mais de 13 hectares em terrenos doados por frades beneditinos. O jardim se destaca por suas coleções de plantas tropicais, árvores centenárias, narcisos, suculentas, coníferas, plantas ornamentais, rosas, entre outras, sendo um lugar perfeito para uma caminhada relaxante admirando a natureza. O Fontanário Central é composto por magnólias, cerejeiras, azaleias e outras flores. O herbário é o maior de Portugal e é composto por cerca de 800 mil espécies originárias de todo o mundo. O Jardim Botânico também promove programas de educação ambiental e cultural.

Portugal: Guia completo para visitar a Universidade de Coimbra
O bonito Jardim Botânico da Universidade de Coimbra

Uma opção é visitar o Museu Botânico que está localizado no Edifício de São Bento, um prédio de estilo neoclássico. O museu possui uma exposição permanente que procura mostrar a grande importância que as plantas possuem. No Museu Botânico também é possível ver também um grande número de microscópios e outros equipamentos laboratoriais antigos, uma coleção de fósseis, entre outros itens.

  • Endereços: Calçada Martim de Freitas, 3000-456 Coimbra, Portugal
  • Horários:Jardim Botânico: de abril a setembro de 9h às 20h | de outubro a março de 9h às 17h30
    • Museu Botânico: de segunda a sexta de 9h às 12h e de 14h às 17h
  • Entrada: gratuita para o Jardim Botânico | € 2 para o museu
Portugal: Guia completo para visitar a Universidade de Coimbra
Muitas áreas verdes no Jardim Botânico

13. AQUEDUTO DE SÃO SEBASTIÃO

Conhecido como “Arcos do Jardim”, este aqueduto foi construído em 1570 (aproveitando o traçado de um aqueduto romano) pelo Rei D. Sebastião com o objetivo de abastecer água à região alta a cidade. Ele está localizado ao lado do Jardim Botânico da Universidade de Coimbra e se estende ao longo de 1 km. O primeiro arco se diferencia dos demais e é chamado de “Arco de Honra”. Ele foi feito de cantaria de pedra, no topo fica um conjunto de duas esculturas que representam São Roque e São Sebastião.

  • Endereços: Alameda Júlio Henriques 1887, 3000-393 Coimbra, Portugal
  • Horários: 24 horas por dia
  • Entrada: gratuita
Portugal: Guia completo para visitar a Universidade de Coimbra
Aqueduto São Sebastião

14. MIRADOURO DO PENEDO DA SAUDADE

Penedo da Saudade é um parque e também um miradouro construído em 1849. Com vegetação, pequenos lagos e cascatas, existem lápides de mármore com poemas de famosos autores portugueses que estudaram em Coimbra, relembrando os tempos estudantis. Alguns destaques são as “Salas dos Cursos”, a “Sala dos Poetas” e os bustos do escritor Eça de Queirós e do poeta António Nobre. O local permite vistas panorâmicas de Coimbra e do rio Mondego. Segundo a lenda, Penedo da Saudade é o local onde D. Pedro foi chorar a trágica morte de sua amada Inês de Castro.

Portugal: O que fazer em Coimbra - Roteiro de 1 ou 2 dias
Penedo da Saudade | Foto: cm-coimbra.pt

DIA 2: QUINTA DAS LÁGRIMAS E ARREDORES

O segundo dia em Coimbra deve ser dedicado para visitar as atrações do outro lado do Rio Mondego, oposto ao centro histórico da cidade. Você também pode aproveitar para visitar lugares que não teve tempo no primeiro dia.

15. MOSTEIRO DE SANTA CLARA-A-VELHA

O Mosteiro de Santa Clara de Coimbra, mais conhecido como Convento de Santa Clara-a-Velha, localiza-se do lado oposto do rio Mondego em relação ao centro histórico. O mosteiro substituiu um pequeno convento de freiras fundado em 1286. Ele foi construído em 1314 em estilo gótico próximo  às margens do rio, por ordem na Rainha Isabel de Aragão. No entanto, as cheias constantes do rio obrigaram, em 1677, o abandono do edifício e a mudança para um novo local, o Mosteiro de Santa Clara-a-Nova. Nos anos 90, o edifício foi restaurado e foram identificadas estruturas arquitetônicas góticas em bom estado de conservação. Aberto ao público, o convento oferece uma ampla área de lazer ao ar livre e inclui uma igreja e estruturas arqueológicas restauradas. No Centro de Visitantes, há uma exposição de objetos encontrados e são utilizados meios audiovisuais para apresentar a história do local e o seu processo de restauração.

  • Endereço: R. Baixo 57, 3040-266 Santa Clara, Portugal
  • Horários: de abril a meados de outubro de terça a domingo de 10h às 18h | de meados de outubro a março de terça a domingo de 9h às 17h | fechado às segundas-feiras
  • Entrada: 4€
Portugal: O que fazer em Coimbra - Roteiro de 1 ou 2 dias
Mosteiro de Santa Clara-a-Velha | Foto: divulgação

16. MOSTEIRO DE SANTA CLARA-A-NOVA

Construído em 1649, em estilo maneirista, o Mosteiro de Santa Clara-a-Nova era um mosteiro franciscano de clausura que se tornou um importante local de arte portuguesa dos séculos XIV a XVIII e guarda as relíquias da Rainha Santa Isabel, esposa do rei D. Dinis e fundadora do mosteiro antigo, em um caixão de prata e cristal. Com a morte da sua última freira, em 1891, a comunidade religiosa foi extinta e a Confraria da Rainha Santa Isabel se tornou proprietária dos espaços monásticos da igreja, claustro, cerca do corredor, casas do hospício e hospedaria do Mosteiro de Santa Clara-a-Nova, a partir de 1896. Lá do alto é possível ter uma vista belíssima da cidade do outro lado do rio.

  • Endereço: Calçada Santa Isabel, 3040-270 Coimbra, Portugal
  • Horários: de outubro a abril de segunda a sexta, das 9h às 18h45, sábados, domingos e feriados de 9h às 18h | de maio a setembro de segunda a sábado de 8h30 às 19h, e aos domingos e feriados das 9h às 19h
  • Entrada: 5€
Portugal: O que fazer em Coimbra - Roteiro de 1 ou 2 dias
Mosteiro de Santa Clara-a-Nova | Foto: site oficial

17. PORTUGAL DOS PEQUENITOS

Portugal dos Pequenitos é um parque temático, criado a partir de 1838 por iniciativa do professor Bissaya Barreto, que apresenta diversas atrações e monumentos de Portugal e do mundo em miniatura.

Portugal: O que fazer em Coimbra - Roteiro de 1 ou 2 dias
Entrada do Portugal dos Pequenitos | Foto: divulgação

Ótimo para crianças, o parque é organizado em áreas temáticas:

  • Casas Regionais: Esta área apresenta um conjunto de casas regionais, incluindo elementos típicos das aldeias portuguesa como um moinho.
  • Portugal Monumental: São exibidos diversos monumentos de Portugal em escala reduzida organizados pela sua localização geográfica.
  • Além-Mar: Para mostrar a presença portuguesa no mundo, aqui ficam representações na Índia e em Macau.
  • Portugal Insular: Nesta área ficam pavilhões das ilhas da Madeira e dos Açores e estão rodeados por lagos que representam o Oceano Atlântico.
  • Coimbra: A área temática de Coimbra, com simbólicos monumentos e edifícios, incluindo a Universidade com raízes medievais.
  • Endereço: Largo Rossio de Santa Clara, 3040-256 Coimbra, Portugal
  • Horários: diariamente de 10h às 17h
  • Entrada: 12€ | veja detalhes aqui
Portugal: O que fazer em Coimbra - Roteiro de 1 ou 2 dias
Trenzinho que percorre a atração | Foto: divulgação

18. JARDIM DA QUINTA DAS LÁGRIMAS

Quinta é a forma como os portugueses costumam se referir a uma propriedade rural, que normalmente inclui uma moradia. A Quinta das Lágrimas é um local histórico e seus jardins são repletos de lendas populares. Entre os destaques estão a “Fonte dos Amores”, em referência ao amor vivido entre o futuro rei D. Pedro I e Inês de Castro (nobre galega e dama de companhia da esposa de D. Pedro, D. Constança) e a “Fonte das Lágrimas”, em referência às lágrimas derramadas por Inês de Castro ao ser assassinada a mando do seu sogro, o rei Afonso IV. Segundo a lenda, o sangue de Inês teria ficado preso às rochas do leito e manchas vermelhas ainda podem ser vistas no local.

  • Endereço: R. José Vilarinho Raposo 1, 3040-382 Coimbra, Portugal (bilheteria)
  • Horários: de terça a domingo | fechado às segundas-feiras
    • de meados de março a meados de outubro: de 10h às 19h
    • de meados de outubro a meados de março: de 10h às 17h
  • Entrada: 2,50€
Leia mais: Coimbra: Quinta das Lágrimas e a tragédia de Inês de Castro
Coimbra: Quinta das Lágrimas e a tragédia de Inês de Castro
Porta em Arco ao lado da Fonte dos Amores

19. PONTE PEDONAL PEDRO E INÊS

A Ponte Pedonal Pedro e Inês é uma ponte elegante de pedestres e também ciclovia que passa sobre o Rio Mondego, no Parque Verde do Mondego, uma área verde de 400 mil m². Com 275 metros de comprimento e 4 metros de largura, a ponte foi inaugurada em 2007. A ponte tem cinco vãos desiguais vencidos por arcos metálicos abatidos, o maior deles com 110 metros. O passadiço é em madeira e tem 4 metros de largura, criando a meio uma praça com 8 metros de largura. As guardas são em vidro laminado de quatro cores: amarelo, azul, verde e rosa.

Portugal: O que fazer em Coimbra - Roteiro de 1 ou 2 dias
Ponte Pedonal Pedro e Inês

20. PARQUE DA CIDADE MANUEL BRAGA

Esta área verde era um espaço que pertencia aos monges beneditinos e sofria com inundações constantes. O nome é uma homenagem ao Dr. Manuel Braga, grande incentivador da valorização e da criação de espaços verdes na cidade. Até 1999, foi este espaço o palco da celebrações da Queima das Fitas, que foram transferias para o local onde hoje se realizam, a Praça da Canção. O parque conta com canteiros de flores, árvores variadas. É um excelente local para prática de atividades físicas, passeios de bicicleta, caminhada, caiaque, entre outras. Dentro do parque também fica o Museu da Água (Endereço: Av. Emídio Navarro 65, 3000-150 Coimbra, Portugal | Horários: de terça a domingo de 10h às 13h e de 14h às 18h), localizado em uma antiga estação de tratamento de água para abastecimento da cidade conhecida como “Casinha do Parque”. Atualmente, serve como um espaço cultural, interativo e criativo para ensinar os mais jovens sobre a valorização das questões ambientais, em especial, a água. O parque está em reforma atualmente e se encontra fechado ao público (confirme antes de ir).

  • Endereço: Av. Emídio Navarro, 3000-150 Coimbra, Portugal
Portugal: O que fazer em Coimbra - Roteiro de 1 ou 2 dias
Parque Dr. Manuel Braga | Foto: cm-coimbra.pt

ONDE COMER EM COIMBRA

Portugal: Comida portuguesa no Restaurante Sete em Coimbra
Purê de Batata com legumes no Sete Restaurante
Coimbra: Petiscos vegetarianos e veganos no Fangas Veg
Pão de alho e vinho no Fangas Veg

ONDE SE HOSPEDAR EM COIMBRA

Abaixo, você vai encontrar alguns hotéis bem localizados e bem avaliados em Coimbra que estão divididos por estrelas:

Portugal: Hospedagem no Hotel Oslo Coimbra
Hotel Oslo Coimbra | Foto: divulgação

Guarde estas dicas no Pinterest!

Portugal: O que fazer em Coimbra - Roteiro de 1 ou 2 dias | https://viajonarios.com/coimbra/ | #viajonarios #coimbra #roteiro #atracoes #oquefazer #roteirocoimbra #portugal


Leia mais sobre Portugal:

PORTO

LISBOA

VAI VIAJAR? PROGRAME AQUI SUA VIAGEM!
 RESERVA DE HOTELUtilize o Booking.com para reservar sua hospedagem!
  ALUGUEL DE CARRO: Faça uma cotação na RentCars  e confira o preço nas principais locadoras do mundo!
 INGRESSOS, TOURS & EXCURSÕESCompre online ingressos para as principais atrações no mundo com Get Your Guide!
  TICKETS EVENTOS ESPORTIVOSCompre online ingressos para os principais eventos esportivos nos EUA com HelloTickets!
 PASSAGENS DE AVIÃO: Compre passagens de avião e pacotes de viagem na Passagens Promo!
  SEGURO VIAGEMCote com a Seguros Promo para diversos planos e destinos. Use o código "VIAJONARIOS5" para garantir 5% de desconto!
 TREM NA EUROPACompre seus bilhetes de trem com os melhores preços na Trainline!
  CHIP INTERNACIONAL DE CELULAR com a EasySim4U e saia com o chip funcionando antes de viajar!
  COMPRA DE MOEDA ESTRANGEIRA com as melhores taxas de câmbio com a Exchange Now!

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui