Mosteiro de Alcobaça: Panteão Real e Patrimônio Mundial

Mosteiro de Alcobaça: Panteão Real e Patrimônio Mundial
 

Confira todas as informações e dicas para visitar o histórico e belíssimo Mosteiro de Alcobaça, que abriga os túmulos de D. Pedro I de Portugal e Inês de Castro.

O MOSTEIRO DE ALCOBAÇA

O Real Mosteiro de Santa Maria de Alcobaça, mais comumente chamado de Mosteiro de Alcobaça, é um mosteiro de grande importância histórica que fica localizado na cidade de Alcobaça, no distrito de Leiria, no centro de Portugal. Ele fica situado a cerca de 215 km ao sul da cidade do Porto, 110 km ao sul de Coimbra e 120 km ao norte de Lisboa.

Mosteiro de Alcobaça: Panteão Real e Patrimônio Mundial
Imagem de Santa Maria de Alcobaça que fica dentro do mosteiro

O Mosteiro de Alcobaça foi fundado em 1153 pelo primeiro rei de Portugal, Afonso Henriques, que doou cerca de 44 mil hectares de terras a São Bernardo de Claraval e aos monges da Ordem de Cister, uma ordem monástica católica beneditina reformada que usam vestes religiosas de cor branca, após vencer os mouros e reconquistar as terras da região (Leia mais: Castelo de Guimarães: O início da história da Portugal). Construído a partir de 1178 e inaugurado em 1252, este mosteiro é a primeira obra completamente gótica erguida em Portugal e foi sendo ampliado e reformado ao longo dos séculos.

Mosteiro de Alcobaça: Panteão Real e Patrimônio Mundial
Nave gótica da igreja

No entanto, em 1834, os monges foram forçados a abandonar o mosteiro por conta da extinção de todas as ordens religiosas de Portugal no contexto da Reforma Pombalina. Em decorrência disso, várias áreas do mosteiro se tornaram escritórios públicos e de administração. Entre 1928 e 1948, o governo português fez uma série de reformas com o intuito de recuperar a importância histórica do mosteiro, restituir sua arquitetura e algumas de suas funções anteriores. Em 1989, o mosteiro entrou na lista de Patrimônios da Humanidade da UNESCO e, em 2007, foi eleito uma das Sete Maravilhas de Portugal.

Mosteiro de Alcobaça: Panteão Real e Patrimônio Mundial
O belo Mosteiro de Alcobaça

>> A CONSTRUÇÃO AO LONGO DOS SÉCULOS

As primeiras áreas construídas no Mosteiro de Alcobaça foram a igreja e as alas monacais. No século XIII, foram construídos a Sala do Capítulo, Dormitório, Sala dos Monges e o Refeitório. Em 1308, D. Dinis ordenou a construção de um enorme claustro, conhecido inicialmente como Claustro do Silêncio, o maior claustro medieval português. No século XIV, passou a abrigar os túmulos de D. Pedro I de Portugal e D. Inês de Castro, que protagonizaram uma das mais famosas (e trágicas) históricas de amor da Idade Média.

Mosteiro de Alcobaça: Panteão Real e Patrimônio Mundial
Túmulo de D. Pedro I
Mosteiro de Alcobaça: Panteão Real e Patrimônio Mundial
Túmulo de D. Pedro I e, ao fundo à direita, o de Inês de Castro

No século XVI, durante o reinado de D. Manuel, foi adicionadas a Livraria, a Nova Sacristia, o Sobreclaustro (primeiro piso do Claustro de D. Dinis), a Sala dos Reis e o Palácio Abacial. No século XVII, erguem-se novas estruturas, incluindo a Sala das Conclusões, Claustro da Portaria e da Hospedaria e Claustros do Rachadouro, onde se ficavam as oficinas, o arquivo e a biblioteca.  Em seguida, foram construídas a Capela do Relicário também denominada “O Espelho do Céu”, e o grupo escultórico “Morte de São Bernardo”. No século XVIII, foram erguidos a Capela do Desterro, a Cozinha Nova e também a Sacristia Nova. Por último, em 1770, ergueu-se a Sala dos Túmulos ou Panteão Régio de estilo neo-gótico.

Mosteiro de Alcobaça: Panteão Real e Patrimônio Mundial
Capela de Nossa Senhora do Desterro | Foto: divulgação

NÃO CONFUNDA! D. Pedro I de Portugal e D. Pedro I do Brasil não são a mesma pessoa. O primeiro nasceu em 1320 e morreu em 1367 e era filho do Rei Afonso IV. Por sua vez, D. Pedro I do Brasil, era filho do Rei D. João VI, nasceu em 1789 e morreu em 1834, sendo conhecido por D. Pedro IV em Portugal.

>> ARQUITETURA DO MOSTEIRO DE ALCOBAÇA

Atualmente, a fachada da igreja é uma mistura de estilos: o pórtico gótico e a rosácea acima faziam parte da igreja original, enquanto as estátuas de São Bento e de São Bernardo e as duas torres sineiras laterais foram acrescentadas no início do século XVIII, em estilo barroco. O mosteiro é formado por uma igreja ao lado da sacristia medieval. A igreja e o primeiro claustro foram construído em estilo gótico primitivo. A escadaria da entrada também tem decorações em estilo barroco. Em 1930, foi feita uma reforma para reconstruir a igreja nos moldes da época medieval, retirando vários elementos que foram sendo acrescentados ao longo dos séculos.

Mosteiro de Alcobaça: Panteão Real e Patrimônio Mundial
A grandiosidade e amplitude da igreja
Mosteiro de Alcobaça: Panteão Real e Patrimônio Mundial
Altar-mor visto do deambulatório
Mosteiro de Alcobaça: Panteão Real e Patrimônio Mundial
Uma das capelas da igreja

TOURS E EXCURSÕES PARA O MOSTEIRO DE ALCOBAÇA

Para quem deseja toda a praticidade de uma excursão ou tour guiado, há diversos deles! Os mais famosos são os que saem de Lisboa e incluem uma visita ao Mosteiro de Alcobaça, incluindo outros lugares como o Santuário de Fátima, Nazaré e a charmosa cidade medieval de Óbidos. Os tours são muito práticos para quem não quer alugar carro ou depender de transporte público, tem pouco tempo, e/ou gosta de ter um guia especializado explicando tudo sobre os locais visitados. Confira algumas das opções abaixo.

O QUE VISITAR NO MOSTEIRO DE ALCOBAÇA

O Mosteiro de Alcobaça é formado por diversos cômodos históricos. Além de sua belíssima igreja, alguns dos destaques do mosteiro são a Cozinha, o Refeitório, a Sala do Capítulo, e a Capela das Relíquias. Caso você queira fazer uma visita rápida, nossa sugestão é ir direto para a Igreja, onde estão os túmulos de D. Pedro I de Portugal e D. Inês de Castro, pois a entrada é gratuita. Caso queira fazer o circuito completo, visitando todos os ambientes do antigo mosteiro, será preciso comprar ingresso. Para isso, olhando a igreja de frente, siga para o lado esquerdo onde você vai encontrar a bilheteria. Em seguida, saiba mais sobre algumas das mais importantes áreas do Mosteiro de Alcobaça.

Mosteiro de Alcobaça: Panteão Real e Patrimônio Mundial
Em frente da entrada da igreja do Mosteiro de Alcobaça

1. IGREJA

Erguida com uma planta em cruz latina, a igreja é formada por uma nave central grandiosa e duas naves laterais que possuem cerca de 20 metros de altura e são abobadadas, dando uma sensação de amplitude. Com 106 metros de comprimento, a igreja é uma das maiores abadias cistercienses do mundo e segue uma arquitetura austera, que procura mostrar a humildade dos monges beneditinos. A Igreja conta com um deambulatório, uma estrutura complexa em que a nave da igreja rodeia o altar-mor.

Mosteiro de Alcobaça: Panteão Real e Patrimônio Mundial
Nave da igreja
Mosteiro de Alcobaça: Panteão Real e Patrimônio Mundial
A beleza do deambulatório
Mosteiro de Alcobaça: Panteão Real e Patrimônio Mundial
Área localizada atrás do alta-mor

>> TÚMULOS DE D. PEDRO I & D. INÊS DE CASTRO

No transepto da igreja encontram-se os túmulos de D. Pedro I e da sua amada, Inês de Castro, que foi assassinada em 1355 por ordem do pai de D. Pedro, D. Afonso IV, em Coimbra (Leia mais: Coimbra: Quinta das Lágrimas e a tragédia de Inês de Castro). Depois de se tornar rei, Pedro ordenou que os restos mortais de sua amada fossem transferidos para o seu túmulo em Alcobaça e, segundo uma lenda popular, a coroaram como rainha de Portugal e ordenou aos membros da corte que lhe prestassem homenagem beijando sua mão em decomposição.

Mosteiro de Alcobaça: Panteão Real e Patrimônio Mundial
Túmulo de Inês de Castro
Mosteiro de Alcobaça: Panteão Real e Patrimônio Mundial
Detalhe do túmulo visto do alto

As laterais do túmulo de D. Pedro I são decoradas com relevos que mostram cenas da vida de São Bartolomeu, assim como cenas da vida de Pedro e Inês. O túmulo de Inês é decorado com cenas da vida de Cristo, incluindo a Crucificação e o Juízo Final.

Mosteiro de Alcobaça: Panteão Real e Patrimônio Mundial
Túmulo de D. Pedro I com a imagem de Santa Maria de Alcobaça
Mosteiro de Alcobaça: Panteão Real e Patrimônio Mundial
Detalhes do túmulo de Pedro

>> ALTAR DA MORTE DE SÃO BERNARDO

Outro destaque da igreja é o Altar da Morte de São Bernardo, que consiste em uma capela, situada no lado sul do transepto, que possui um grupo escultórico representando a “Morte de São Bernardo”, uma das melhores obras da autoria de monges de Alcobaça do século XVII. Em cada lado da capela estão sepultados os reis Afonso II e Afonso III.

Mosteiro de Alcobaça: Panteão Real e Patrimônio Mundial
Altar da Morte de São Bernardo

>> PANTEÃO RÉGIO OU SALA DOS TÚMULOS

Esta sala foi construída no século XVIII em estilo neogótico, sendo a mais antiga arquitetura neste estilo em Portugal. O Panteão Real tem os túmulos do século XIII de duas rainhas de Portugal, Urraca de Castela (esposa do Rei Afonso II) e Beatriz de Castela (casada com o Rei Afonso III) e também de alguns infantes.

Mosteiro de Alcobaça: Panteão Real e Patrimônio Mundial
Panteão Régio
Mosteiro de Alcobaça: Panteão Real e Patrimônio Mundial
Túmulos no Panteão Régio

>> SACRISTIA, CAPELA RELICÁRIO E CAPELA DO SANTÍSSIMO

Com cerca de 100 m², a Sacristia Medieval fica localizada no topo do lado esquerdo do transepto da igreja. No início do século XVI, durante o reinado de D. Manuel, ela foi substituída pela Sacristia Nova com mais que o dobro do tamanho. A Sacristia Nova foi construída em estilo manuelino no início do século XVI, mas teve de ser reconstruída após o terremoto de 1755. O corredor de acesso à sacristia, coberto por uma abóbada manuelina, e o portal da sacristia sobreviveram ao abalo. O portal é emoldurado por ramos entrelaçados que carregam o brasão de Portugal.

Mosteiro de Alcobaça: Panteão Real e Patrimônio Mundial
Átrio que acessa a Sacristia Nova
Mosteiro de Alcobaça: Panteão Real e Patrimônio Mundial
Sacristia Nova | Foto: divulgação

Fica integrada à Sacristia Nova a Capela Relicário, uma capela com uma planta octogonal e interior totalmente revestido de talha dourada e 89 esculturas relicário que ficam em nichos distribuídos em seis níveis. No centro, há uma abertura por onde entra luz natural. O mesmo átrio de acesso à sacristia também leva à Capela do Santíssimo, também conhecida como Capela do Senhor dos Passos, uma capela que foi destruída durante o fortíssimo terremoto de 1755. Quando foi reconstruída, os portais manuelinos foram preservados.

Mosteiro de Alcobaça: Panteão Real e Patrimônio Mundial
Capela Relicário | Foto: site oficial
Mosteiro de Alcobaça: Panteão Real e Patrimônio Mundial
Teto da Capela Relicário | Foto: divulgação

2. SALA DOS REIS

Esta sala, situada junto à entrada da igreja, abriga 19 estátuas dos séculos XVII e XVIII representando os reis de Portugal. No passado, já foi usada como Panteão Régio e Igreja do Povo. As paredes estão decoradas com azulejos setecentistas azuis e brancos que contam a história do Mosteiro de Alcobaça, desde a sua fundação. No fundo da sala, existe a representação alegórica da coroação de D.Afonso Henriques com o Papa Alexandre III e São Bernardo.

Mosteiro de Alcobaça: Panteão Real e Patrimônio Mundial
Sala dos Reis | Foto: divulgação

3. CLAUSTRO DE D. DINIS OU DO SILÊNCIO

O claustro do mosteiro foi construído durante o reinado de D. Dinis. Este é um dos maiores claustros cistercienses medievais da Europa. As colunas são decoradas por capitéis com motivos animais e vegetais. A Sala das Fontes Góticas tem no seu interior uma elegante bacia de água do início do Renascimento, decorada com motivos renascentistas, incluindo o brasão de armas do mosteiro. O segundo andar do claustro, em estilo manuelino, tem colunas retorcidas e foi construído no início do século XVI.

Mosteiro de Alcobaça: Panteão Real e Patrimônio Mundial
Claustro Dom Dinis | Foto: site oficial
Mosteiro de Alcobaça: Panteão Real e Patrimônio Mundial
Área externa do claustro | Foto: site oficial
Mosteiro de Alcobaça: Panteão Real e Patrimônio Mundial
A bela área verde do claustro | Foto: divulgação

4. SALA DO CAPÍTULO & PARLATÓRIO

Este cômodo, onde os monges se reuniam para discutir os assuntos diários relativos ao mosteiro, era a sala mais importante depois da igreja. A entrada da casa faz-se por um portal de estilo românico com duas janelas semelhantes de cada lado. A sala está agora repleta de estátuas barrocas criadas pelos monges para a capela-mor da igreja.

Mosteiro de Alcobaça: Panteão Real e Patrimônio Mundial
Sala do Capítulo | Foto: divulgação

O parlatório é uma pequena sala de cerca de 5 metros de largura que fica ao lado da Sala do Capítulo. No passado, era somente neste lugar que os monges tinham a autorização de falar com seus superiores, uma vez que haviam feito voto de silêncio. Os monges só podiam se comunicar mediante sinais e somente podiam emitir sons quando rezavam.

5. SALA DOS MONGES

A Sala dos Monges é uma sala de cerca de 550 m² que, inicialmente, funcionava como dormitório dos monges. No entanto, posteriormente, foi transformada em uma sala de estar para os monges do mosteiro. No século XVII, após a construção da nova cozinha, esta sala passou a ser um local de armazenamento de alimentos e mercadorias.

Mosteiro de Alcobaça: Panteão Real e Patrimônio Mundial
Sala dos Monges | Foto: patrimoniomundialdocentro.pt

6. COZINHA

A cozinha medieval do mosteiro foi destruída durante o século XVII, conservando somente a porta em estilo romântico. A cozinha atual foi construída no século XVIII entre o Refeitório e a Sala dos Monges e é revestida de azulejos tanto em suas paredes internas como a sua enorme chaminé central, sustentada por oito colunas de ferro.

Mosteiro de Alcobaça: Panteão Real e Patrimônio Mundial
Cozinha do mosteiro | Foto: site oficial

7. REFEITÓRIO

Situado ao lado da cozinha, o refeitório era a sala onde os monges faziam suas refeições todos os dias. A complexidade estrutural do refeitório é impressionante e a estrutura é formada por três naves abobadadas, divididas por duas fileiras de quatro colunas. Enquanto comiam, um dos monges lia em voz alta passagens da Bíblia de um púlpito, que está embutido numa das paredes e pode ser acessado através de uma pequena escada. Em frente ao refeitório fica um “lavabo”, um tipo fonte que indicava a Sala de Lavagem, onde os monges podiam se lavar antes das refeições.

Mosteiro de Alcobaça: Panteão Real e Patrimônio Mundial
O belo refeitório do mosteiro | Foto: divulgação
Mosteiro de Alcobaça: Panteão Real e Patrimônio Mundial
Detalhes da parede do refeitório | Foto: divulgação

8. CLAUSTRO DA HOSPEDARIA OU DORMITÓRIO

Com cerca de 1.300 m², o dormitório fica no primeiro andar e existem duas escadas para acessá-lo (na entrada da cozinha e no claustro). No passado, os monges dormiam em colchões primitivos uns ao lado dos outros. No entanto, a partir do século XIV, foram construídas divisões, para poderem ter áreas individuais.

Mosteiro de Alcobaça: Panteão Real e Patrimônio Mundial
Dormitório dos Monges | Foto: divulgação

LOJA DO MOSTEIRO DE ALCOBAÇA

Na antiga Sala das Conclusões, fica a lojinha de presentes do Mosteiro de Alcobaça com artigos religiosos, livros, acessórios, cartões postais e muitos outros itens presenteáveis. No passado, era essa sala que abriga as estátuas dos reis portugueses que ficam na Sala dos Reis, atualmente.

Mosteiro de Alcobaça: Panteão Real e Patrimônio Mundial
Loja do Mosteiro | Foto: divulgação

INFORMAÇÕES IMPORTANTES

Mosteiro de Alcobaça
  • Endereço: 2460-018 Alcobaça, Portugal
  • Horários: diariamente de outubro a março de 9h às 18h | de abril a setembro de 9h às 19h
  • Entrada: gratuita para a igreja | paga para o mosteiro
    • Bilhete individual: €6
    • Bilhete Sacristia: €2
    • Bilhete Patrimônio Mundial: €15 (inclui Mosteiro de Alcobaça, Convento de Cristo e Mosteiro da Batalha) – válido por 1 ano
  • Visitas Temáticas: grupos de até 10 pessoas com duração de 1 hora – saiba mais aqui

Guarde esta dica no Pinterest!

Mosteiro de Alcobaça: Panteão Real e Patrimônio Mundial - Viajonários | https://viajonarios.com/mosteiro-da-batalha/ | #viajonarios #alcobaca #portugal #mosteirodealcobaca #alcobacamonastery


Leia mais sobre Portugal:

PORTO

LISBOA

VAI VIAJAR? PROGRAME AQUI SUA VIAGEM!
 RESERVA DE HOTELUtilize o Booking.com para reservar sua hospedagem!
  ALUGUEL DE CARRO: Faça uma cotação na RentCars  e confira o preço nas principais locadoras do mundo!
 INGRESSOS, TOURS & EXCURSÕESCompre online ingressos para as principais atrações no mundo com Get Your Guide!
  TICKETS EVENTOS ESPORTIVOSCompre online ingressos para os principais eventos esportivos nos EUA com HelloTickets!
 PASSAGENS DE AVIÃO: Compre passagens de avião e pacotes de viagem na Passagens Promo!
  SEGURO VIAGEMCote com a Seguros Promo para diversos planos e destinos. Use o código "VIAJONARIOS5" para garantir 5% de desconto!
 TREM NA EUROPACompre seus bilhetes de trem com os melhores preços na Trainline!
  CHIP INTERNACIONAL DE CELULAR com a EasySim4U e saia com o chip funcionando antes de viajar!
  COMPRA DE MOEDA ESTRANGEIRA com as melhores taxas de câmbio com a Exchange Now!
Viajonários é formado por um casal de brasileiros que mora desde 2014 no exterior, com passagens pela Califórnia e Londres. Apaixonados por viagens, cinema, esportes, música, história e tecnologia. Não se esqueça de seguir as redes sociais e acompanhar todas as aventuras!

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui